*
*
*
*
*
*
*

 


VISÃO DA ATUAL VIOLÊNCIA NO MUNDO

O mundo sofreu forte comoção e praticamente parou ao constatar o maior ataque terrorista desencadeado contra uma nação, no caso, os EUA. Seu sofisticado sistema de segurança, sua excepcional condição financeira, sua política externa globalizante, enfim, o modelo americano acabara de ser desmoralizado, e de forma trágica, medonha. O World Trade Center e o Pentágono, que até então simbolizavam o poderio econômico e militar, haviam sido alvo de um bombardeio nunca antes presenciado no mundo: dois aviões de passageiros, com mais de duzentas pessoas à bordo, sob o comando de terroristas, foram lançados contra as duas Torres, e um outro, também lotado de passageiros, devidamente em conexão operacional com os demais, caíra sob o prédio do Pentágono. Tudo isto feito à luz do dia, por um simples grupo de fanáticos religiosos terroristas. Pergunta-se: onde estavam os sofisticados sistemas de segurança da mais poderosa nação do planeta?

Não há como mensurar a dor do povo americano, muito menos as conseqüências que poderão advir afetando todo o mundo; são imprevisíveis.

O Presidente dos EUA, George W. Bush, declarou emocionado que estava declarada uma luta entre o Bem e o Mal. Cremos que seja a luta do mal contra o mal porque tanto de um lado quanto do outro vemos erros, muitos erros. No final dessa pugna absurda haverá de prevalecer a vitória esmagadora do Bem que surgirá no momento oportuno, afastando os contendores.

No passado histórico o mundo assistiu a queda de um império, o Romano, que se julgava capaz de dominar o mundo, nada, mas nada mesmo se lhe haveria de interpor. Mas ele ruiu, caiu deixando um rastro de poeira, sangue e muita brutalidade. Atualmente é o "Império da Modernidade" que apresenta sinais de fraqueza, instabilidade, insegurança, não obstante possa mostrar ainda toda a sua força bélica ultra sofisticada.

Atravessa-se, no mundo moderno, todo um instante de dor e ao mesmo tempo somos convidados à reflexão perguntando-se: por quê? A resposta só pode ser a necessidade de mudança radical de princípios éticos/morais/religiosos quando também não haja necessidade de uma nação curvar-se diante de outra. Curvemos o nosso orgulho, a nossa prepotência, a nossa ambição, mas diante de Deus, nosso Criador, porque o poder centralizador da Terra frente ao desespero e a incredulidade do que se via tremeu, apavorou-se e inclinou-se fragilmente com os olhos cravados no solo repleto de escombros de uma das maiores super cidades americanas: Nova York.

As manifestações da dor e do mal crescem, ganham proporções inimagináveis, e se espalham por todo o mundo. Quem pode hoje se sentir protegido quando se notabilizam os abortos, suicídios, atos criminosos, corrupção, chacinas, seqüestros, degradação sexual, tráfico de drogas em larga escala e tantos outros fatos que deprimem e infelicitam essa humanidade?

Tem que haver, como há uma recrudescência da fome, do desemprego, da falta de educação, do terror e de doenças encaixadas num quadro de etiologias as mais variadas.

Os americanos, segundo uma ótica espírita, estão na fase de colheita de seu plantio do passado. Seria muita ingenuidade tentar "tapar o sol com a peneira", não querendo reconhecer que os EUA semeou muitos espinhos de dominação em todo o mundo, deixando um plantio de dor que hoje começa a colher.

Através de uma fria análise devemos convir que o acontecido em Nova York e Washington, em 11 de setembro de 2001, foi uma dose de tragédia e dor maior do que há muito tempo já vem acontecendo em doses menores em toda parte desse planeta. O homem precisa mudar seu comportamento e o ângulo de sua visão de vida para que a fraternidade possa imperar entre todos, estejam onde estiverem.

Na oportunidade torna-se importantíssimo que lembremos o que disseram os Espíritos Superiores, em resposta à pergunta 784, a Allan Kardec e que este relatou em O Livro dos Espíritos: "... Faz-se mister que o mal chegue ao excesso, para tornar compreensível a necessidade do bem e das reformas". Aí está o que diz o Espiritismo tão criticado por pessoas que não O conhecem, e que procuram estabelecer, nas mentes incautas dos que somente prega o bem de todos, a paz para todos os lugares, a vivência da compreensão e do amor para todos.

Na mesma proporção em que tecnologicamente o homem cresce e ganha força, domínio, enriquece e adquire bem estar físico, aumenta a onda de violência, de desamor, de falta de honradez nas atitudes, numa verdadeira avalanche de sombras e detritos morais perturbadoras, dolorosas.

Todos são atingidos, direta ou indiretamente, passando a conviver com cenas chocantes, experiências inusitadas, numa amostragem de que a chuva de fel vai caindo sobre a cabeça de todos, indistintamente, "encharcando-os" e machucando-os sem dó nem piedade. Lembramos de Jesus, nessas horas, quando afirmou: "No mundo tereis aflições". Felizmente também deixou dito: "...mas aquele que perseverar até o fim, este será salvo" e "Bem aventurados os mansos e pacíficos". Só temos que seguir as pegadas do Mestre Divino.

A humanidade terrena está muito pobre de espiritualidade, conhece muito pouco sobre a realidade e a força do amor que Jesus exemplificou, porque para ela está faltando conhecimentos que só a Doutrina Espírita pode oferecer ao mostrar o porquê da dor e do sofrimento.

Seria ótimo que os EUA não buscasse a retaliação, procurasse um entendimento com os talibãs, a começar por Osama Bin Laden. Mas, será que estes entenderiam o possível gesto nobre dos EUA? Não veriam nessa atitude uma demonstração de fraqueza, e não partiriam para o domínio total do mundo com as suas absurdas crenças religiosas e costumes impostos ao povo, principalmente às mulheres, elas que são discriminadas cruelmente, sadicamente, impondo-lhes modos de se vestir, de se apresentar como se fossem elas a retratação total e fiel dos mais ignóbeis atos?

Reforcemos em nós Jesus e Suas palavras, principalmente ao nos dizer que nos amássemos uns aos outros como Ele nos ama e que seus discípulos serão conhecidos por muito se amarem.


ADÉSIO ALVES MACHADO
Escritor, Orador e Radialista.
Autor dos livros: Ser, Crer e Crescer - Elucidações Para uma Vida Melhor;
Diálogo com Deus - Preces de MEIMEI
e Verdades que o tempo não apaga, lançado recentemente. Para adquiri-los ligue: (22) 2555-4753 ou (22) 2555-1580
E-MAIL:
adeleila@brasilvision.com.br
ENDEREÇO: Rua Roque de Oliveira Cardoso, 74 - Térreo
CEP.: 28500-000 - CANTAGALO - RJ


 

 

 

Formatação: Damião da Silva Leão